A luta das academias da região para sobreviver a pandemia

Hoje o nosso assunto aqui no Te Liga é a sobrevivência das academias de ginástica. Elas foram duramente afetadas pela pandemia e uma em cada quatro teve que fechar as portas de vez. Mas as academias são cada vez mais importantes na vida da gente. A repórter Duda Zini bateu um papo com Eneu Jung, dono da academia Ana Rita, em São Francisco de Paula, para descobrir como ele e as demais academias da região das Hortênsias estão fazendo para manter a clientela.

Eneu Jung

“Enfrentamos tempos difíceis sob todos os aspectos. Nas academias não foi diferente, por um período estivemos completamente paralisados com todas as atividades. O impacto financeiro foi terrível, além da pandemia a privação que se impôs, tenho também outro lado a considerar, igualmente importante, que é o pessoal, emocional, aquela interação social do convívio, essa relação direta dos profissionais com seus alunos(clientes), que influi bastante no psicológico de todos os envolvidos”.

 Nesse período difícil vivido por todos, algumas medidas de segurança precisaram ser tomadas para que haja o distanciamento necessário e todos os cuidados de higiene. Questionado  sobre essas medidas nas academias Eneu falou:

“Muitas modificações foram estabelecidas, tanto nos protocolos básicos exigidos, como no desenvolvimento de exercícios, também na relação professor/aluno, aluno/aluno. O distanciamento necessário, uso de proteção pessoal, uso de máscara, álcool gel, álcool spray, execução dos exercícios, contato com equipamentos e posterior higienização dos mesmos, tudo foi de alguma maneira modificado, na forma ou jeito de como se fazia antes”.

Fechamento por 45 dias

Outro aspecto que precisou ser modificado foram os horários, para evitar aglomerações. Sobre isso o entrevistado nos relatou que precisaram realizar uma ampliação em duas horas para melhor distribuir a ocupação da academia pelos clientes, já que tinha um limite de lotação no local, definido pelo número de pessoas por metro quadrado, imposta pelos decretos. 

Academia Ana Rita

Assim, como o previsto, o número de clientes caiu bastante, também devido ao fato de não ser uma atividade essencial. Sobre isso o proprietário da academia Ana Rita comentou:

“Ficamos fechados mais ou menos por 45 dias, depois deste fechamento total com todas as atividades da academia, zeramos o número de clientes, pois sem a prestação de serviço, não tem como cobrar mensalidades. Iniciamos o retorno com a musculação, porém o número de alunos reduzido a proporções mínimas quase insustentável, em muitos casos tivemos academias que não conseguiram suportar, pois nem as despesas básicas para o funcionamento estavam faturando.”

Receita zerada

Perguntamos ao nosso entrevistado, de forma mais específica, sobre como ficou a questão financeira da academia, durante a pandemia. Eneu nos relatou que durante o fechamento total, a receita caiu á zero. O prejuízo durante esse período foi de aproximadamente 30 mil reais, e com a queda no número de alunos, e a lenta recuperação, é calculado um prejuízo em torno de 80 mil. Quanto ao possível aluguel do espaço, Eneu nos disse que o prédio é próprio.

O dono da Ana Rita diz que as atividades na academia estão voltando gradualmente ao normal, com exceção das aulas de dança para crianças entre 4 e 11 anos. Já a natação e a hidroginástica ficaram suspensas por oito meses e já reiniciaram. As dúvidas e o medo de contaminação foram tão grandes, que as pessoas não se sentiam seguras para voltar. O número de alunos dispostos a retomar os exercícios não era suficiente para manter a viabilidade financeira do negócio.

Eneu nos contou que seu plano de recuperação da academia está vinculado à esperança de que a vacina traga uma solução definitiva para a contaminação pelo Coronavírus, o que permitirá o início de campanhas de marketing para atrair e recuperar alunos, com planos mais atrativos e talvez novas modalidades de serviços. ”Agora o panorama é de recuperação lenta, mas gradual, já conseguimos respirar”, diz aliviado.

Veja também

3 MORTES E 51 NOVOS CASOS

Esse foi o resultado do coronavírus na última semana em Canela. Ao todo a cidade …